Utilizamos cookies próprios e de terceiros para coletar informação estatística do uso de nosso site e lhe mostrar publicidade relacionada com suas preferências mediante a análise de seus hábitos de navegação. Se continuar navegando, consideramos que aceita o uso dos cookies. Você pode mudar a configuração ou obter mais informações aqui.
Fechar
PlanetadeLivros.com.br
¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!
Prehistorratones 14

¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!

Prehistorratones 14
Editorial: Destino Infantil & Juvenil
Tradutor: Manel Martí i Viudes
País de publicação: España
Escolha formato

¡Por mi pedruscos despedregados! ¡Los Prehistorratones al borde de la extinción!

Sinopse de ¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!:

En una noche oscura y tormentosa, los mamuts huyen en estampida de sus pastos y dejan a los prehistorratones… ¡sin provisión de leche! Geronimo Stiltonut deberá partir tras la pista de los paquidermos prehistóricos, en un viaje lleno de aventuras que lo conducirá… ¡a un paso de la extinción!

Salvar em favoritos Salvo nos favoritos Marcar como lido Marcado como lido
Escolha formato

O autor¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!

O autor¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!

GERONIMO STILTON vive na Ratônia, ao sul da Ilha dos Ratos, uma ilha bizarra no formato de uma fatia de queijo, situada no Oceano Rático Meridional. Aqui a natureza é protegida e os moradores vivem felizes. Em seu tempo livre, Geronimo coleciona crostas antigas de parmesão do século XVIII, mas sobretudo adora escrever livros nos quais conta suas histórias! Para descobrir todas as aventuras de Geronimo e de seus amigos, visite o site: www.geron...

Ler mais

Outros títulos do autorGeronimo Stilton

Ficha técnica

Data de publicação: | Idioma: Español | ISBN: 978-84-08-16812-6 | Código: 10177592 | Apresentação: Epub 3 Fixo | Coleção: Geronimo Stilton | Tradutor: Manel Martí i Viudes

Todas as opiniões de ¡Ay, ay, Stiltonut, ya no hay leche de mamut!

Este livro tem 0 Comentários, seja o primeiro a comentar!
Deixar um comentário